Iniciar as atividades de consultoria em marketing digital em uma empresa que nunca teve um histórico na área costuma gerar a clássica dúvida: por onde começar? Não é raro o gestor de marketing se deparar com os dilemas: começo criando perfis em redes sociais ou campanhas de e-mail marketing? Invisto em links patrocinados do Google ou produzo conteúdo? Reformulo o meu site ou crio um blog?

Esses dilemas são comuns quando tratamos de uma frente de negócio extremamente nova, onde as empresas (e responsáveis pela área) estão aprendendo a trabalhar e a extrair os melhores resultados.

Dessa forma, opções de ajuda externa costumam aparecer, e uma opção que não havíamos debatido até então são as consultorias. Elas foram desenvolvidas com o objetivo de auxiliar diferentes tipos de negócios, a utilizarem as ferramentas online e adaptarem o negócio para atender um novo comportamento do consumidor que utiliza a internet para se informar e tomar suas decisões de compra. Neste post, vamos dar algumas dicas para sua empresa conseguir ter o melhor aproveitamento de uma consultoria em marketing digital.

O papel de uma consultoria de marketing digital

Diagnosticar os principais problemas do cenário atual da empresa, realizar uma análise de todos os processos de marketing e vendas, levantando oportunidades de melhoria para cada etapa, e todos os pontos de contato online que a empresa tem com seu potencial cliente (site, redes sociais, blog, e-mail, etc). Normalmente nesse diagnóstico inicial alguns itens de mudança já surtem efeito mais rápido, como por exemplo, inserir no site calls-to-action em posição de destaque para uma página de conversão. Além disso, é importante verificar configurações gerais como instalação do código do Google Analytics para monitoramento de visitas.

Realizar um planejamento alinhado com os objetivos de negócio da empresa, entender a realidade da empresa, metas a serem cumpridas pela equipe de vendas, ticket médio esperado de vendas e público alvo. A partir disso, utilizar como base as métricas do mercado para calcular quanto precisará ser investido de tempo e dinheiro para o alcance dos resultados. Por exemplo, para a empresa realizar as vendas esperadas para o próximo período são necessárias quantas abordagens comerciais? Quantas oportunidades a equipe de marketing precisa gerar para chegar nesse número? Quantas visitas são necessárias no site para gerar essas oportunidades? E a partir dessas metas definir as ações para atração de visitantes, geração de oportunidades e, consecutivamente, vendas. Dessa forma, o planejamento de marketing digital passa a contribuir diretamente para o sucesso da empresa em número, não apenas com posicionamento que era o grande foco do marketing tradicional.

Ao contratar uma consultoria é importante que a empresa consiga visualizar todo o processo para chegar aos resultados esperados e qual caminho será trilhado. Quando possível, definir metas específicas para o projeto e, claro, um cronograma com prazos bem definidos.

Após o diagnóstico e planejamento é hora do consultor utilizar sua expertise para orientar, em um plano de ação, as atividades que tenham maior potencial de sucesso. Explicar o que deve ser feito e como deve ser feito. Por exemplo: um dos problemas diagnosticados é a baixa taxa de conversão do site de visitantes para leads. As atividades propostas podem definir uma oferta direta e uma indireta, criar uma landing page para capturar os visitantes do site e transformá-los em oportunidade de negócio.

Muitas vezes os consultores contam com uma metodologia de implementação e parceiros como ferramentas e serviços para dar suporte às ações planejadas. No exemplo acima citado seria necessário para a implementação um editor de landing pages.

É recomendável que as empresas utilizem da consultoria também para aprender sobre a parte conceitual do marketing digital, se envolvendo com o “por que” das atividades propostas. A consultoria de marketing digital deve ter um caráter educativo para que a empresa não fique dependente do consultor e consiga entender o propósito do trabalho.

O que não esperar de uma consultoria de marketing digital?

As expectativas de algumas empresas ao contratarem uma consultoria de marketing digital estão atreladas à ideia de que o consultor irá executar atividades, como postagens em redes sociais, criação de páginas de conversão, produção de conteúdo… e a empresa ficará com o papel de monitoramento dos resultados. Existem sim algumas empresas que prestam alguns serviços de marketing digital, como criação e otimização de campanhas de Google AdWords, mas não é o padrão. Geralmente agências costumam assumir esse papel, na consultoria o comportamento é diferente.

O papel do consultor é orientar essas atividade e possivelmente sugerir fornecedores para execução, não realizá-las! Por isso, é altamente recomendável ter um funcionário na empresa que seja responsável pelo trabalho de marketing digital e, se possível, responda por métricas relacionadas como geração de visitas, leads e oportunidades comerciais, gerando assim um comprometimento com o projeto.

Como a maior parte dos modelos de consultorias empresariais, a consultoria normalmente é negociada em um pacote de horas. É importante então alinhar com o consultor antes a metodologia de trabalho para não haver problemas, definindo pontos como: momentos para suporte de dúvidas, tempo para reuniões de definições estratégicas, momentos de aprendizagem e canais de contato (e-mail, skype, telefone). Com alinhamentos iniciais, a empresa consegue ter um aproveitamento melhor das horas investidas.

Quando contratar uma consultoria de marketing digital?

O momento de contratar uma consultoria de marketing digital é quando a empresa possui uma estrutura mínima para executar o projeto e está disposta a se comprometer com os resultados. Essa estrutura envolve basicamente o tempo de dedicação de um funcionário que tenha algumas habilidades na área de marketing digital, assim como um orçamento mínimo da área de marketing para investir nas ações.

Fonte: Resultados Digitais
Por Nara Vaz Guimarães