Serviço deixará de funcionar em 2019, mas o acesso de usuários não-cadastrados se encerra já neste mês de abril.

O Google Shortener, serviço de encurtamento de URL do Google, será descontinuado em março de 2019. De acordo o engenheiro de software da companhia, Michael Hermanto, o fim do suporte ao goo.gl terá início dentro de algumas semanas. Usuários anônimos ou que nunca criaram um link reduzido perderão acesso ao recurso já a partir do próximo dia 13 de abril. Já aqueles que utilizaram o serviço logados em suas contas do Google poderão continuar a encurtar e monitorar o desempenho das URLs até o dia 30 de março de 2019.

A partir de então, a atenção da empresa será voltada para o Firebase Dynamic Links, URLS inteligentes que facilitam a transição dos usuários de um site para seu app correspondente. Hermanto informa que, no entanto, os endereços de web reduzidos pela plataforma continuarão a redirecionar para a página de destino e não serão migradas para a Firebase. Os usuários que tiverem interesse em fazer a migração ganharão ferramentas para realizar a ação.

Para ninguém se sentir desamparado com a descontinuação do encurtador de Google, trouxemos uma lista com opções de serviços de encurtamento de links gratuitos:

1. Bit.ly

Uma das ferramentas mais conhecidas de redução de links, o Bit.ly permite, além de encurtar a URL, como personalizá-la. Para ter um endereço “bit.ly/oquequiser“, basta fazer um breve cadastro no serviço e verificar se o termo está disponível para a customização. Além disso, ao criar a conta, é possível monitorar a quantidade de cliques do endereço, assim como no Google Shortener. No entanto, para quem deseja apenas um endereço menor, é só colar o original na barra, clicar em “Shorten” e copiar o resultado.

 

2. Is.Gd

Simples de usar, o Is.Gd oferece uma série de recursos sem qualquer necessidade de cadastro. Após colar o endereço na barra em destaque, o usuário pode clicar sobre a discreta seta com a opção “Further options/custom URL”. Em seguida, surge a possibilidade de criar um link com o final personalizado ou com formato padrão, letras minúsculas ou letras minúsculas que formam uma palavra. Além do endereço curto, é gerado um link de acesso para um QR Code e uma página para monitorar a quantidade de cliques recebidos.

3. Ow.ly

O recurso de encurtamento de links, na realidade, é uma das muitas opções oferecidas dentro do dashboard da Hootsuite, ferramenta de gerenciamento de redes sociais. Por isso, antes de usá-lo pela primeira vez, é necessário realizar um breve cadastro com informações sobre você e sua empresa. Para acessar o redutor de URL, basta clicar sobre a caixa “Escrever mensagem”, situada na parte superior, colar o endereço da página e clicar em “Encurtar”. A ferramenta permite escolher entre as seguintes opções de link: ow.ly, owl.li, ht.ly e htl.li. Assim como no Google Shortener, é possível acompanhar o número de cliques recebidos pela publicação.

4. Encurtador

O Encurtador apresenta uma funcionalidade bastante semelhante àquela oferecida pela ferramenta do Google. Basta o usuário digitar ou colar o link a ser reduzido na barra em destaque e clicar em “Encurtar URL”. Em seguida, surge na tela a opção diminuta, com um botão para copiar o endereço. O serviço também permite acompanhar a quantidade de cliques recebidos. A única desvantagem talvez seja o fato de o endereço menor não ser tão pequeno, uma vez que a redução fica encurtador.com.br/xxxx.

5. Tiny

Apesar da interface um pouco menos atraente do que outros sites do gênero, o Tiny é fácil de usar e conta com o recurso de transformar o link em QR Code. Para usar, basta colar o endereço, iniciado por http:// na barra em destaque e ativar o botão “Tiny!”. Abaixo, surge a opção reduzida, a possibilidade de compartilhá-la através de outros serviços e de gerar um código QR a partir dela.

Fonte: TechTudo
Por Taysa Coelho